Ministério da Justiça aceita palavrões ditos por personagens de “Passione”

Redação Portal IMPRENSA

O Ministério da Justiça aceitou os palavrões ditos por personagens da novela “Passione”, da Rede Globo, mesmo tendo reclassificado o programa. De acordo com o “Manual de Classificação” do Ministério, as palavras “porra”, “merda” e “foda” são consideradas “linguagens chulas” e se enquadram na classificação atual da atração – “não recomendada para menores de 12 anos”.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, em algumas cenas do folhetim, o personagem Danilo, interpretado pelo ator Cauã Reymond, teria dito: “Relaxa, porra! Eu tenho uma parada foda!”.

O autor da trama, Sílvio de Abreu, afirmou que não escreveu cenas em que os personagens dizem as tais palavras, que poderiam ser colocadas como um improviso do ator. “Não ouvi ninguém dizendo: ‘Tenho uma parada foda’ e duvido que Denise (Saraceni, diretora de “Passione”) deixasse passar um ‘caco’ (improviso) desses”, declarou Abreu.

Sobre a palavra “merda”, o autor da novela afirmou ao jornal que “fazia parte do texto”, e que foi incorporada ao vocabulário da TV.

O Ministério havia mudado a classificação indicativa da novela, em junho deste ano, por conter cenas de sexo e uso de drogas. A indicação anterior recomendava a novela para maiores de 10 anos, feita a partir da sinopse do folhetim e mudada depois que ele foi ao ar.

Deixe um comentário