Metade dos membros do Conselho de Ética é alvo de ações na Justiça

.

Entre os 10 deputados que respondem a processos, seis são aliados de Cunha

Entre os 10 deputados que respondem a processos, seis são aliados de Cunha

Nesta terça-feira, 15, o Conselho de Ética da Câmara retomou a análise do processo de quebra de decoro contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha.

No entanto, o julgamento pode ser afetado pela própria má reputação do conselho.

.

Quase metade dos deputados que compõe o colegiado é alvo de ações na Justiça. Segundo dados divulgados pelo jornal El País, dos 21 congressistas do conselho, 10 respondem algum tipo de processo judicial.

.

Leia também: PF faz buscas na casa de Eduardo Cunha 

Entre os 10 deputados que respondem a processos, seis são aliados de Cunha, que juntos respondem ou já foram condenados por 49 crimes diferentes. Já entre os opositores, quatro deputados respondem a um total de cinco crimes. “São os lobos julgando o chefe da matilha”, disse em anonimato ao El País um ex-aliado de Cunha que hoje se diz indeciso sobre sua posição na Câmara.

Os deputados que somam mais processos são dois fiéis aliados de Cunha. Em primeiro lugar está Washington Reis (PMDB-RJ), réu em 17 processos no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro e outros 11 divididos entre as justiças Federal e Estadual. Entre as acusações estão crimes por dano ambiental, formação de quadrilha, crime eleitoral e fraude em licitações.

Já em segundo lugar está Paulo Pereira da Silva (SD-SP), alvo de 10 processos na Justiça Federal por crimes como peculato, corrupção passiva, desvio de verba, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

 

Fonte: Opinião&Notícia

Deixe um comentário