Brasil  

“Mendigo deveria virar ração para peixe”, diz vereador; veja o vídeo

Por Edson Sardinha – congressoemfoco.com.br

 

Um vereador do município de Piraí, localizado no sul do Rio de Janeiro, causou polêmica ao defender a aprovação de um projeto de lei que proíbe moradores de rua de votarem. Durante uma sessão comemorativa dos 25 anos da Constituição Federal, José Paulo Carvalho de Oliveira, o Russo (PTdoB), disse que mendigo não deve votar, mas virar “ração para peixe”.

“Mendigo não tem de votar. Não faz nada na vida. Não tem de tomar atitude nenhuma. Aliás, acho até que deveria virar ração para peixe. A gente trabalhando feito maluco. Não dou nada pra mendigo. Se quiser, vai trabalhar”, afirmou. “Todo mundo tem de trabalhar. Eu levanto cedo. Por que mendigo tem de votar? Não tem de votar mesmo, não”, acrescentou.

Veja o vídeo, editado pelo jornal Extra:

O vereador não se deu por satisfeito com a polêmica. Defendeu ainda outros dois pontos controversos: a adoção da pena de morte e a retomada da censura. “Deveria haver pena de morte. Ah, vai matar inocente? Não vai. Ainda que matasse, ia morrer muito menos inocente do que morre hoje. Se um bandido soubesse que ia ser morto, com certeza, ia pensar mais um pouquinho antes de fazer as coisas”, disse, antes de defender que seja dado um “tiro na testa” do traficante Fernandinho Beira-Mar.

Russo classificou como “ridículo” o fim da censura no país, decretado com a redemocratização do país nos anos 1980. “As novelas passam gente transando escandalosamente na frente das crianças. Não se pode liberar tudo. É ridículo acabar com a censura. Lógico que não a censura como existia, falar do jeito que pensa”, declarou o vereador de 48 anos, eleito em 2012 com 322 votos. O discurso foi feito no plenário da Câmara Municipal de Piraí no último d

Deixe um comentário

2 comentários para ““Mendigo deveria virar ração para peixe”, diz vereador; veja o vídeo”

  1. ⇒ Roberto Ribeiro disse:

    Os valores das santas famílias brasileiras são:, caixa 2, os iates, lanchas, caminhonetes cabines duplas, carrões, roupas caríssimas, etc, e R$ 500,00 mensais para a doméstica que durante a jornada diária de 18 horas de domingo a domingo lava as roupas imundas dos patrões, limpa as fezes do banheiro, limpa o chiqueiro, etc.
    Valores, eita valores.

  2. ⇒ Manoel Francisco disse:

    Onde a lei é fraca o caus e o medo imperam, o progresso não vem ou é retardado, o que tem que mudar neste país é os valores da família.