Brasil  

Marina critica ‘mudança de opinião’ de Dilma sobre aborto

Fonte: votebrasil.com

A candidata do PV à presidência da República, Marina Silva, criticou o que chamou de “mudança de opinião” sobre aborto declaradas pela petista Dilma Rousseff.

“Eu sempre tive a minha posição. Não acho bom fazer um discurso uma hora e depois mudar de posição só para agradar”, disse. A afirmação foi feita na tarde desta quarta-feira (29), durante visita a estação ferroviária Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro.

Dilma Rousseff reforçou nesta quarta-feira (29) que é contra o aborto, em reunião com lideranças religiosas cristãs. “Eu pessoalmente sou contra o aborto. Falei para os pastores que, do ponto de vista da presidência, tem mulheres que recorrem ao aborto e elas têm que ser atendidas. Nós respeitamos e valorizamos a vida”, explicou.

Marina ainda voltou a afirmar que está confiante em ir para o segundo turno. “Pode contar que teremos uma mulher no segundo turno”, garantiu, corrigindo em seguida para “duas mulheres”.

“Quando começamos esta campanha, dissemos que iríamos quebrar o plebiscito, e o resultado está aí. O plebiscito está quebrado e a sociedade brasileira está dizendo que quer uma mulher na presidência depois de 500 anos de história. Peço então que tenha segundo turno para que duas mulheres, com tempos iguais (de propaganda eleitoral na TV) possam debater o Brasil”, pediu.

Ao lado do candidato a governo do Estado, Fernando Gabeira (PV), Marina comemorou sua ascensão nas pesquisas e disse que a “onda verde” deve-se a “coerência” de seus projetos. “Eu nunca fui para o ‘vale tudo’ eleitoral. Não fui para o ‘promessômetro’. As pessoas estão vendo transparência nos nossos projetos”, enfatizou.

Sobre a declaração do governador do Rio e candidato a reeleição, Sérgio Cabral (PMDB), de que os recentes arrastões na região metropolitana poderiam ter viés eleitoreiro, Marina afirmou que esse tipo de acontecimento “não deveria beneficiar ninguém”.

A visita de Marina à Central do Brasil durou pouco mais de 10 minutos, mas a aglomeração foi suficiente para quebrar a vidraça de uma banca de jornais. O candidato ao senado Marcelo Cerqueira (PPS), aliado a Gabeira, falou com o dono da banca pelo celular e se comprometeu a pagar o prejuízo.

Embora o PPS apoie a candidatura de Serra, Cerqueira , amigo do tucano há muito tempo ¿ declarou também apoio a Marina, devido a coligação com Gabeira no Rio.

João Pequeno
Direto do Rio de Janeiro

Deixe um comentário