Marina ataca Dilma por suspeita de prejuízo de R$ 1 bi

Por Thomaz Pires – congressoemfoco.com.br

Em campanha no Acre neste domingo (5), a candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, fez ataques à concorrente do PT, Dilma Rousseff. Questionada por jornalistas sobre as falhas no cálculo da chamada tarifa social de energia, que teriam provocado um prejuízo de R$ 1 bilhão ao país durante a gestão de Dilma à frente do ministério de Minas e Energia (2003-2005), a candidata do PV foi dura nas críticas endereçadas à concorrente.

Marina foi enfática nas críticas ao afirmar que as suspeitas são o exemplo claro da “falta de transparência” na gestão pública da ex-ministra Dilma. A candidata comparou o episódio à quebra de sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB, Marina também alegou que aos poucos a falta de transparência e profissionalização vão se revelando na gestão do atual governo.

As críticas contra Dilma e o governo foram feitas neste segundo dia de atividades da Marina em sua terra natal, onde ela pretende avançar na campanha. Ela reuniu militantes e familiares em frente ao Parque Chico Mendes para comemorar o Dia da Amazônia, celebrado neste domingo.

De acordo com reportagem publicada neste domingo pelo jornal Folha de São Paulo, o Tribunal de Contas da União (TCU) alertou o governo sobre falhas no cálculo da tarifa social de energia, criada no governo de Fernando Henrique Cardoso. O erro provocou gastos indevidos da ordem de R$ 2 bilhões – e metade do montante foi desperdiçado durante a gestão de Dilma Rousseff.

Dilma rebateu as informações divulgadas pela a imprensa alegando que desde 2003 a pasta de Minas e Energia, a Aneel e o Ministério do Desenvolvimento Social realizam estudos para propor mudanças no cálculo da tarifa social.

Deixe um comentário