Mantega: governo pode adotar novas medidas se câmbio não se ajustar

Daniel Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O governo poderá anunciar novas medidas para conter a valorização excessiva do real em relação ao dólar. Mas, por enquanto, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, acredita que é importante observar os efeitos das medidas já adotadas, como a elevação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), para aplicações em renda fixa por estrangeiros, além de mais espaço para o Tesouro Nacional comprar dólares para quitar parcelas da dívida externa.

“Temos que observar. Não vamos nos precipitar para ver se não dá uma acalmada espontânea. Senão, tomaremos mais medidas. Vamos observar”, disse sem antecipar quais seriam essas medidas.

Mantega voltou a reafirmar que a valorização em excesso do real dos últimos dias foi causada pela forte entrada de dólares no país, em setembro, por conta da capitalização da Petrobras. “Foram US$ 16 bilhões que entraram em setembro. É uma soma extraordinária”, afirmou.

O ministro deixo o Ministério da Fazenda em Brasília com destino a São Paulo, onde despacha com durante à tarde.

 

Edição: Talita Cavalcante

Deixe um comentário