Filha de Guido Mantega gera polêmica ao ligar Aécio ao uso de drogas

.
timthNa semana passada, a apresentadora de TV Marina Mantega, filha do ministro da Fazenda, Guido Mantega, causou polêmica ao publicar em sua página do Facebook um texto associando o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves ao uso abusivo de drogas.

O texto em questão foi veiculado em janeiro deste ano, em um blog esportivo de São Paulo. Ele afirma que Aécio foi internado em um hospital de Belo Horizonte por seu suposto abuso de drogas na época em que era governador de Minas Gerais.

A postagem causou revolta entre partidários de Aécio. A filha do ministro foi acusada de usar textos antigos para prejudicar o tucano em função do acirramento da disputa presidencial. “Ela é filha de um ministro. Não dá para bancar a ingênua”, disse Xico Graziano, um dos responsáveis pela campanha de Aécio nas redes sociais.

Marina se defendeu das acusações, mas disse ter se arrependido. “Postei sim, tem muita gente que está postando isso. Mas, se pudesse voltar atrás, não teria postado. Fui infeliz”.

Acusações são intrigas de adversários, diz Aécio

Em maio deste ano, em entrevista ao portal Brasil 247, Aécio atribuiu as acusações sobre abuso das drogas a intrigas de adversários políticos. “Como não têm sobre a minha vida, absolutamente nada, dizem que eu sou despreparado, que eu sou incompetente. Me acusam de usar drogas há 15 anos, mas ao longo dos últimos 15 anos eu me especializei em uma coisa: em derrotar o PT. Há 15 anos eu ganho do PT no primeiro turno, em todas as eleições, no meu estado”, disse o tucano.

Em junho deste ano, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, Aécio voltou a se defender da acusação, afirmando que “jamais usou cocaína e que a calúnia e a infâmia não podem tomar o seu tempo”.

Em sua campanha Aécio se posicionou contra as experiências de legalização da maconha que vem ocorrendo em vários países e se comprometeu a endurecer o combate ao narcotráfico nas fronteiras.

Deixe um comentário