Lulagate: pena que ninguém vê mais nada!

.
Por Claudio Schamis – opiniaoenoticia.com.br
.

Se eu estiver certo — e peço a Deus para que não esteja –, estaremos diante de um dos maiores políticos que nosso país já teve. Infelizmente, no nosso caso, ser um grande político não quer dizer o que deveria: aquele político que fez, aconteceu e mudou nosso país para melhor com seriedade, trabalho, honestidade e visando o bem-estar do povo, provendo saúde e educação, os pilares que todos eles prometem e nunca dão.

Ser um grande político, no nosso caso, é ser um político que vislumbra o seu futuro, construindo todos os seus passos de forma metódica e bem planejada, sem medo de pisar em ninguém, e principalmente usando quem precisar ser usado como “culpado” dos “malfeitos” do governo para  continuar no comando. Tendo como meta saciar a sua sede de poder, que é camuflada com um Bolsa disso, um Minha Casa daquilo, o nosso grande político vai deixando o país naufragar aos poucos, até o dia em que não haverá chão para evitar o colapso total.

Só que muitos não enxergam assim. E nós que enxergamos é que somos os culpados, os doentes e os loucos.

Diante dos fatos, não tem como não pensar que os escândalos que estão estourando agora na Petrobras não foram orquestrados de propósito para que, no último segundo, saia a Dilma e entre o Lula como (mais uma vez) o salvador (?) da pátria. Que pátria? Só se for a PáTria, com PT maiúsculo. A minha não é representada por eles.

É tão lógico isso que uma criança que sabe somar 2+2 vai conseguir ver nitidamente.

Timing‘ é tudo

Se o “problema” na refinaria de Pasadena aconteceu quando a presidente Dilma não era presidente, mas ministra da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Petrobras, ele ocorreu no governo do ex-presidente Lula. Estão acompanhando até aqui? O que aconteceria se essa bomba estourasse também justamente no mesmo compasso que estourou o escândalo do mensalão? Será que Lula se elegeria novamente em 2006?

O PT realmente teria sobrevivido? Acredito que não. Mas resolveu-se se calar e deixar a coisa quieta, até porque dois escândalos gigantes no mesmo governo seriam um pouco demais da conta.

A coisa não apareceu, Lula se reelegeu — apesar do mensalão — (até porque ele jurava que não sabia de nada)  e continuou sendo “o cara”. Não para mim, mas para quem o colocou novamente no poder.

A presidente Dilma, então, parece que resolveu bater boca com o ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli, que disse que nem ele nem Dilma devem fugir de suas responsabilidades.

Dilma e seus aliados lutam para empurrar a CPI da Petrobras para um dia desses qualquer, mas não agora. Quanto mais longe melhor. Paralelo a isso, sua popularidade continua caindo, apesar dela ser a mãe do Programa de Aceleração do Crescimento (uma invenção do Lula), que se formos avaliar é um engodo. Já estão lançando o PAC 3, com o PAC 1 e PAC 2 incompletos. Mas o PT diz que ela dará a volta por cima, tanto é que Lula insiste ainda em dizer que Dilma é a sua candidata e que ele tá fora. Mas…

A volta do molusco bigodudo

E é nesse “mas” que está o grande pulo do gato. Ou melhor, do molusco de bigode grosso. Acredito que tudo isso na verdade foi uma grande estratégia para Lula voltar com força total. Afinal, apesar do escândalo do mensalão, ele deixou o governo com 80% de aprovação. Imagina então na Copa, se Dilma continuar a cair!

Eu acho sim que é isso. Por que motivo então somente agora o escândalo estourou? Será que alguém não recebeu o $eu? Ou é isso mesmo, tudo armado para na hora H o PT lançar Lula candidato à presidência da República? Não seria mais honesto lançá-lo logo? Pensando bem, falar em honestidade é tema meio controverso para esse povo do PT.

Tudo isso é uma conspiração muito bem armada por ele, Lula, que na verdade nunca deixou o poder. O poder sempre esteve com ele. Eu não me surpreenderia se descobrirmos que foi ele quem armou para que toda essa bomba estourasse justamente agora em ano de eleição. Por que não estourou ano passado? Ano retrasado? Em política, não há coincidência.
Isso é ou não um Lulagate?

Só espero que pelo menos uma vez, ou somente por essa vez, os defensores do PT tirem seus antolhos e curtam uma visão mais ampla da coisa. Chega de só ficar olhando para frente sem se preocupar com o que está ao lado. Sim, porque raramente vejo um defensor contra-argumentar com qualquer que seja o argumento. Para eles, falou mal do PT você é inimigo, você é o coisa ruim. Não me importaria em debater de forma civilizada. Mas enquanto isso não acontece…

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambiente fechado.

Deixe um comentário