Brasil  

Lula elogia novo presidente do Uruguai

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Amigos há cerca de três décadas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente eleito do Uruguai, José “Pepe” Mujica, 75 anos, não escondem as afinidades. A interlocutores, Lula costuma dizer que o uruguaio é o símbolo da renovação política e exemplo para a América Latina. Para o presidente, Mujica representa a personalização de uma liderança revolucionária e da fé na democracia.

Ex-guerrilheiro do Movimento de Libertação Nacional Tupamaro, que fazia oposição à ditadura militar uruguaia, Mujica assume o governo amanhã (1º). Na sua biografia, ele tem 14 anos de prisão por ter participado de sequestros e assaltos durante a luta política em seu país.

Em novembro do ano passado, Mujica venceu o segundo turno das eleições presidenciais uruguaias. Com um discurso de conciliação, ele realiza reuniões desde sua eleição em busca de acordos políticos para garantir a governabilidade.

Mujica também pretende cumprir uma das metas que traçou como prioritárias: uma espécia de revisão dos processos judiciais referentes às violações dos direitos humanos ocorridas durante a ditadura uruguaia (1973 a 1985). A iniciativa deve provocar a reação de setores conservadores e militares que resistem à medida.

Na política externa, Mujica tem posições semelhantes às de Lula. É favorável ao fortalecimento de blocos como o Mercosul, a União das Nações Sul Americanas (Unasul), e a recém criada Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos, excluindo os Estados Unidos e o Canadá. O presidente eleito do Uruguai, assim como o governo brasileiro, condenou a deposição do presidente de Honduras, Manuel Zelaya.

Deixe um comentário