Lula critica racha na base para eleições de 2010

Por Rodolfo Torres – congressoemfoco.com.br

O presidente Lula criticou neste domingo (22) o fato de sua base de sustentação em alguns estados se apresentar rachada para as eleições de 2010. “O que tem acontecido é que cada um olha sempre para o seu umbigo e prevalece as questões dos estados”, afirmou o petista, de acordo com a Agência Brasil.
Ele reconhece a dificuldade de uma campanha presidencial em localidades onde governistas são adversários estaduais. “Parece fácil colocar no papel, mas na prática não tem como fazer dois discursos para dois candidatos diferentes”, afirmou.
No entanto, o presidente ressaltou a necessidade de unidade da base em torno da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), ao Planalto. “Por mais que tenha mais de um candidato, o importante é que se mantenham unidos em torno de Dilma.”
Lula falou após votar na eleição que decidirá quais serão os novos diretores do PT. O pleito ocorre neste domingo em todo o país. O presidente apoia a candidatura de José Eduardo Dutra, que se apresenta como o nome capaz de aglutinar os partidos da base aliada, principalmente o PMDB, em torno de Dilma. (leia mais)
Cotado para indicar o candidato a vice-presidente da República em uma chapa eventualmente encabeçada pela ministra, o PMDB deve enfrentar petistas pelo governo de estados como Bahia e Rio Grande do Sul.
“A solução encaminhada, e mais respeitosa, nesse caso, são dois palanques. Um para a Dilma e outro para o vice do PMDB”, afirmou o líder peemedebista na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN).
Ontem, lideranças peemedebistas se reuniram para discutir a posição do partido nas eleições presidenciais do próximo ano. A legenda decidirá sobre a questão (candidatura própria ou apoio a outra candidatura) durante a convenção nacional do partido, a ser realizada no início de 2010.

Deixe um comentário