Brasil  

Lula acha “estranha” a decisão da Fifa de vetar o Morumbi para os jogos da Copa de 2014

Daniel Lima e Pedro Peduzzi
Repórteres da Agência Brasil

Brasília – O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje (17) que achou “estranha” a decisão da Federação Internacional de Futebol (Fifa) de vetar o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, conhecido como Morumbi, em São Paulo, para os jogos da Copa do Mundo no Brasil, em 2014.

“Um estádio que já coube 100 mil pessoas, onde o Corinthians foi campeão estadual depois de 23 anos, não sirva para a Copa. Eu realmente acho estranho. Talvez, seja uma a exigência de engenharia e arquitetônica que eu desconheça”, disse Lula.

O São Paulo Futebol Clube, proprietário do estádio, apresentou um projeto de reforma do Morumbi à Fifa, que chegou a ser aprovado, mas o comitê organizador da cidade de São Paulo não entregou a tempo as garantias financeiras exigidas para a obra.

O presidente lembrou que São Paulo é o estado mais importante do país do “ponto de vista econômico do futebol brasileiro” e, por isso, é impossível imaginar que por conta de um estádio as pessoas não possam assistir aos jogos da Copa no estado.

Lula também falou sobre o desempenho da seleção brasileira nos dois primeiros jogos da Copa do Mundo, na África do Sul. De acordo com presidente, a seleção tem tudo para ser campeã e pediu paciência aos torcedores. “Vamos deixar os meninos jogarem bola. Os meninos têm qualidade”, disse.

O presidente informou que vai, no dia 2 de julho, a Cabo Verde; no dia 3, à Guiné Bissau, e, no dia 4, à Guiné Equatorial. Dia 5, visitará o Quênia e, dia 6, à Tanzânia. Irá no dia 7 ao Zâmbia, e no dia 8 estará na África do Sul para uma visita de chefe de Estado. “Sábado (10), como sou filho de Deus, descanso. Se tiver um joguinho bom, eu assisto. No domingo (11), espero ver o Brasil entrar em campo para ganhar a final”, disse.

Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário