Lula, a antimetamorfose ambulante!

Por Claudio Schamis – opiniaoenoticia.com.br

Lula já avisou. Não quer coordenar a campanha de Dilma, mas quer ser a metamorfose ambulante de Dilma. Só de saber disso fico ainda mais apavorado. Imagina a Dilma se metamorfoseando? Dilma, a borboleta!

Isso me faz crer que eles devem ter lido “A arte da guerra” para conseguirem se infiltrar em todos os buracos e ministérios do governo. Nada me tira da cabeça que um dia vai acabar aparecendo um podre naquele ministério que permaneceu imaculado. É só questão de tempo. A oportunidade já aconteceu.

Aos mais céticos posso dizer que incorporei a Mãe Dináh. E aos defensores de plantão e carteirinha do governo Lula & Dilma, Dilma & Lula, posso dizer que eu não nasci há dez mil anos atrás (entenderam o trocadilho?).

Isso de Lula se revezar com Dilma nos palanques, na campanha da reeleição de ambos – vamos ser honestos pelo menos nisso – pode acabar confundindo o eleitor mais humilde, o eleitor que recebe os benefícios do governo, e que não demonstra estar tão preocupado com os escândalos cada vez maiores e mais frequentes em todas as camadas do governo. Afinal quem é o candidato mesmo? O de barba ou a de saia?

A coisa é tão bem feita que para eles, tanto faz. Enquanto durarem os benefícios das Bolsas tá tudo em casa. Que continue a festa.

Lula também comentou que não se arrepende das indicações que fez ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas que depois do acontecido, “teria mais critério”. E foi além, dizendo mais uma vez que a imprensa linchou o governo durante o julgamento.

Engraçado… Eles fazem os malfeitos, sinônimo criado por Dilma para dizer você sabe o que, a imprensa fala, opina e somos nós que fazemos a coisa errada. Será que ele acha que tínhamos que nos calar? Aplaudir talvez? Ou até enaltecer esses atos quase que libidinosos escrevendo cartas de amor ao governo?

A crítica de Lula, com relação à pressão sofrida pelo ministro Celso de Mello para que ele votasse contra a admissão dos embargos infringentes, mostra por um lado o pavor – que nunca será declarado – de Lula com relação ao despertar de parte da sociedade e a força que esses despertados podem ter nas questões envolvendo corrupção, políticos e na cobrança por justiça. Por outro lado mostra que Lula é bastante ingênuo achando que o encanto Lulamania iria permanecer intacto fizessem eles o que fizessem. Ledo engano.

Mesmo assim fico pasmo vendo que, pelas novas pesquisas, o índice de aprovação do governo Dilma voltou a subir. Isso me preocupa e põem em cheque todas essas manifestações que vem acontecendo desde junho. Pois muitas dessas pessoas vão continuar colocando no poder as mesmas pessoas que foram as causadoras das manifestações. Qual o sentido disso, então? Quando que as pessoas vão perceber que a maior e mais poderosa manifestação se dá na hora do voto? Quando essas pessoas vão aprender a votar? Quando essas pessoas vão aprender que tudo pode mudar, mas elas também têm que mudar na hora de avaliar e dar o seu voto. Se isso não for feito o ciclo vai se repetir como as estações do ano. Sempre na mesma ordem e na mesma época. O político que foi criticado, quase cassado, ou que renunciou, ou que foi envolvido num escândalo, se lança candidato novamente, o eleitor olha, esquece, vota nele novamente. O tempo passa e ele se envolve novamente em algum outro escândalo, a imprensa noticia, as pessoas (algumas) se tornam indignadas, resolvem sair às ruas pedindo justiça, impeachment, gritam ser um absurdo, fazem abaixo assinados, pedem assinaturas… Quer que eu continue?

chargeredeOutra coisa: Lula, qual o seu problema no nome que a Marina Silva está escolhendo para o seu partido? Não entendi. Coragem para ela dizer que é um partido não é uma rede? Acho que ela pode chamar do que quiser né? E quem é você para falar em coragem? Logo você! A sua coragem limita-se no seu ‘eu não sabia de nada’. Isso é coragem? Sinceramente o nome é o que pouco importa. Se o conteúdo for bom, se o partido for composto por pessoas honestas, compromissadas com o país e o seu desenvolvimento, já está valendo. Um nome bonito e pomposo não vai fazer um partido ser melhor ou pior se o recheio for podre.

Quer saber, PT,  sem saudações!

Renan Calheiros e José Dirceu selaram com um abraço a manutenção de Simone, namorada de Dirceu no cargo que ela ocupa no Senado

Renan, o sem noção!

Renan, que depois das manifestações quis mostrar serviço votando certas coisas com prioridade, aqui entre nós, só para ficar bem na foto – mas isso nem com maquiagem – vem agora dizer que vai deixar a namorada do José Dirceu permanecer no cargo que ocupa em órgão do Senado ganhando R$ 12,8 mil. Ela é especialista em marketing de relacionamento no Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), órgão de capacitação do Senado Federal.

Renan, como desculpa, diz que quem faz a avaliação de desempenho do seu trabalho é seu chefe e não ele. E que, portanto não caberia a ele demiti-la. Chama o Roberto Justus, pelo AMOR DE DEUS!

É aquela velha história, o discurso de certos políticos foge por completo de suas ações. Renan que “cospe” em seu discurso dizendo que está fazendo corte de gastos e buscando a transparência, não demonstra isso em nenhuma de suas ações. O ILB pode até precisar de uma especialista em marketing, tudo bem, mas a transparência manda que ela seja demitida ontem, pois sendo namorada de um condenado do mensalão – e não é qualquer condenado – não poderia estar infiltrada no Senado Federal ou trabalhando em qualquer cargo político que exija favores, pedidos, concessões de qualquer tipo. Ou sei lá mais o quê. Nem que isso seja considerado um nepotismo indireto, não é à toa que ela está lá. Ela é namorada do homem. E uma vez sendo ele quem é, é extremamente perigoso deixar uma “cúmplice” por lá. Vai que?

Nessa história a assessoria, José Dirceu disse que o ex-ministro não é responsável pela indicação de sua namorada ao cargo. E disseram mais, que Simone, tem um histórico de serviços prestados ao Congresso o que justificaria sua contratação.

Eu realmente não vi, eu realmente não sei… Mas quer saber o que eu acho? Se procurar bem, vamos achar.

Enquanto isso Simone continua “infiltrada” no meio político enquanto seu boyfriend continua por aí… Sabe-se lá fazendo ou articulando o que!

Salvem as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambient

Deixe um comentário