Lobão diz que aumento da gasolina não está decidido

 

Sabrina Craide
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília – O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje (10) novamente que o governo não definiu se haverá reajuste no preço da gasolina neste ano. “Não sei nem se terá”, respondeu o ministro a jornalistas, ao ser perguntado se o aumento poderia ser de 6%, para completar o percentual solicitado pela Petrobras.

 

No início do ano, o governo autorizou aumento de 6,6% da gasolina nas refinarias, para alinhar o preço do combustível ao mercado internacional. O reajuste solicitado pela Petrobras foi 13% para todo o ano.

 

Há duas semanas, Lobão disse que o assunto está sendo discutido pelo Conselho de Administração da Petrobras, presidido pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele sinalizou que o combustível poderá ter novo aumento até o fim do ano.

 

“O presidente do conselho, ao aprovar o aumento em janeiro, disse  que poderia haver até o fim do ano uma nova revisão dos preços. Quem decide isso é a diretoria e o Conselho de Administração da Petrobras”, disse Lobão, hoje.

 

Questionado se seria justo um reajuste de 6%, para completar a diferença do que foi solicitado anteriormente pela Petrobras, Lobão disse: “Justo é, se deve ser feito agora, não sabemos”.

 

 

Edição: Beto Coura//Atualizada às 16h16 para complemento de informações

Deixe um comentário