Líder do PMDB vira réu no STF por estelionato

eduardocunhaGustavoLimaCamaradosDeputados-285x280Por seis votos a três, o Supremo Tribunal Federal aceitou denúncia  contra o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), por uso de documentos falsos. Desta forma, o peemedebista passa de investigado em um inquérito para réu em ação penal. Eduardo  disse ser  vítima do “malfeito de um estelionatário já condenado” e de um “ex-procurador fraudador”.

Deixe um comentário