Brasil  

Justiça proíbe visitas fora de horário a condenados do mensalão

O juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal e Territórios, Bruno Ribeiro, proibiu nesta sexta-feira, 6, que os condenados no processo do mensalão presos no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, recebam visitas fora dos dias e horários estabelecidos aos demais presos.

Leia também: Dirceu desiste de emprego em hotel de Brasília

Na semana passada, Bruno Ribeiro já havia determinado que os condenados do mensalão recebessem o mesmo tratamento dado aos demais presidiários da Papuda.

A medida é uma resposta ao pedido de isonomia feito pelo Ministério Público do Distrito Federal. No dia 29 de novembro, o órgão enviou uma nota à Vara de Execuções Penais relatando que os condenados do mensalão voltaram a receber visitas fora do horário estabelecido, às quartas e quintas-feiras. “O que fere o tratamento isonômico que deve ser conferido aos sentenciados”, diz a nota.

Entre os condenados que cumprem sentença no Complexo Penitenciário da Papuda estão José Dirceu, Delúbio Soares e Marcos Valério. O deputado Valdemar Costa Neto, que teve a prisão decretada na última quinta-feira, 5, também foi encaminhado ao local. José Genoino, que cumpre sentença em regime domiciliar devido a problemas de saúde, aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre seu retorno à Papuda.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Deixe uma resposta para ⇒ João Cirino Gomes

2 comentários para “Justiça proíbe visitas fora de horário a condenados do mensalão”

  1. ⇒ Abrahão disse:

    Foi uma decisão justa e perfeita. Nós brasileiros esperamos que nenhum mensaleiro cumpra toda sua pena em regime domiciliar. Nenhum deles estava doente para lesar a nação. Só estão doentes para não cumprir penas no lugar próprio dos apenados da justiça.

  2. Se bobear estes canalhas terão mais mordomias na prisão que um trabalhador em uma colonia de férias!

    Deveriam é devolver o que surrupiaram.
    Duvido que fiquem presos pelo tempo que ficou uma pobre senhora que que furtou maisena em um supermercado!
    Daniel Dantas o sócio do Lulinha filho do ex presidente Lula é quem o diga!

    Lula promoveu uns e outros, Daniel Dantas foi solto, e a mídia sensacionalista e vendida, não fala mais no assunto!
    Este é o exemplo da justiça Brasileira!