José Eduardo Dutra é o novo presidente do PT

Por Rodolfo Lago – congressoemfoco.com.br
Com 86% dos votos apurados, o ex-senador sergipano atinge 58% do total, e não pode mais ser alcançado pelos adversários
O PT confirmou oficialmente: o ex-senador sergipano e ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra foi eleito o novo presidente do PT. A confirmação foi feita na tarde de hoje, 25 de novembro, pelo atual presidente do partido, deputado Ricardo Berzoini.  A apuração total dos votos no Processo de Eleição Direta (PED) do PT ainda não terminou. Mas, matematicamente, com 85,9% dos votos apurados, não há mais qualquer chance de derrota para Dutra, nem possibilidade de que a eleição vá para o segundo turno.
O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), anunciou nesta quarta-feira (24) que o futuro presidente do partido será o ex-senador e ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra. Com com 85,9% dos votos apurados, Dutra reuniu 236.206 mil votos, ou 57,9% do total. O segundo colocado, o deputado José Eduardo Cardozo, estava com 73.704 votos, ou 17,9% do total. Em terceiro, estava o deputado Geraldo Magela, com 12,1% (49.624 votos). Em quarto, a deputada Iriny Lopes, com 9,9% (40.851 votos). Em quinto, Marcos Sokol, com 1% (3.951 votos). E, em sexto e último, Serge Goulart, com 0,7% (3.013 votos).
Já como presidente eleito, Dutra participou hoje pela manhã de uma reunião para tratar da aliança eleitoral do PT com o PMDB. A conversa, da qual também participou o principal adversário de Dutra na disputa do PED, o deputado José Eduardo Cardozo, foi uma primeira tentativa de unificação dos palanques petistas e peemedebistas nos estados, em torno da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef. Segundo Cardozo ao Congresso em Foco, não foi ainda uma conversa conclusiva, mas um primeiro entendimento.
Da mesma forma como aconteceu na eleição nacional, em 21 estados, os presidentes regionais também já foram eleitos em primeiro turno. Só deverá haver segundo turno no Rio de Janeiro, no Maranhão, no Amapá, em Minas Gerais, no Rio Grande do Norte e no Amazonas.

Deixe um comentário