Saúde  

Jejum faz bem ao cérebro

Segundo pesquisa norte-americana, jejuar um ou dois dias ajuda a prevenir doenças como Parkinson e Alzheimer.

Top models e muçulmanos vão gostar desta notícia: jejuar um ou dois dias por semana pode proteger o cérebro contra doenças degenerativas como Parkinson ou Alzheimer. As conclusões constam de um estudo realizado pelo National Institute on Ageing (NIA), em Baltimore, nos Estados Unidos.
 
“Reduzir o consumo de calorias poderia ajudar o cérebro, mas fazer isso simplesmente diminuindo o consumo de alimentos pode não ser a melhor maneira de ativar esta proteção. É provavelmente melhor alternar períodos de jejum, em que se ingere praticamente nada, com períodos em que se come o quanto quiser”, disse Mark Mattson, líder do laboratório de neurociências do Instituto, durante o encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Vancouver, no Canadá.
 
De acordo com este especialista, citado pela BBC, seria suficiente reduzir o consumo diário para 500 calorias, o equivalente a alguns legumes e chá, duas vezes por semana, para sentir os benefícios.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br 

 

Deixe um comentário

Um comentário para “Jejum faz bem ao cérebro”

  1. ? Deuteronomio11 disse:

    Fantástica matéria! Para aqueles que são cristãos e, por isso orientados a fazer jejum, essa pesquisa só vem confirmar nossos dados de fé. Além de benefícios físicos, o jejum provoca uma sensação de paz terrivelmente maravilhosa para seus praticantes. Passada algumas agonias de fome, vem a grande força do espírito santo que nos move a abdicar um pouco de nossas luxúrias, para voltarmos nossa atenção a Deus e à humanidade.