Janot: “Quem tiver que pagar vai pagar”

.: .
Na saída da sede do Ministério Público Federal, na noite desta segunda-feira, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deixou a discrição de lado e disse a um grupo de ativistas que a investigação sobre a Operação Lava Jato não vai poupar ninguém: ‘Quem tiver que pagar vai pagar. Se eu tiver de ser investigado, eu me investigo’; sob aplausos e gritos de mensagens de apoio a ele, o procurador tirou foto segurando um cartaz com os dizeres “Janot, você é a esperança do Brasil”; o procurador deve apresentar nesta terça ao STF os pedidos de investigação contra os políticos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras

Na véspera de apresentar ao Supremo Tribunal Federal os pedidos de investigação contra os políticos envolvidos no esquema de corrupção da Petrobras, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deixou a discrição de lado e disse a um grupo ativistas que o aguardava na saída do Ministério Público Federal, em Brasília, que não vai poupar ninguém.

Deixe um comentário