Ivo Cassol promete votar o fim do 14º e do 15º salários na próxima semana

Depois de pedir vista e adiar a votação do projeto que prevê o fim do 14º e do 15º salários, o senador Ivo Cassol (PP-RO), por meio de nota, prometeu votar, na próxima terça-feira, durante sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), pela aprovação da matéria.

Há duas semanas, o parlamentar havia assegurado ao Correio que, por ser legal, era favorável ao recebimento, e ainda acrescentou que “ganhava muito pouco”.

Na terça, ao deixar a reunião da CAE, esbravejou que os senadores faziam discurso para a plateia. “Muitos políticos recebem, falam que são contra, mas não devolvem o dinheiro. Quando a imprensa aperta, eles se mijam todos.”

No entanto, na nota, Cassol diz que nunca foi a favor dos extras e alega que não existem 14º e 15º. “Esse termo foi usado pelo Correio para nominar a ajuda de custo paga aos senadores anualmente, conforme Decreto Legislativo de 1995″. Cassol diz que pediu vista para se inteirar melhor do projeto.

“Tal medida representará grande economia para os cofres públicos e respeitará o princípio da isonomia, pois dará aos parlamentares igual tratamento aos demais agentes públicos, que recebem ajuda de custo equivalente ao salário quando são obrigados a mudar de residência.”

Fonte: votebrasil.com

Deixe um comentário