Mundo  

Internet sofre maior ciberataque da história

Uma briga entre um grupo que combate o spam na internet e uma empresa holandesa que hospeda sites que enviam spam se transformou em um dos maiores ataques de negação de serviço da história da Internet, causando congestionamento generalizado e atolando a infraestrutura cibernética em todo o mundo nesta quarta-feira, 27.

Milhões de usuários da Internet em todo o mundo tiveram atrasos em serviços como Netflix ou não puderam acessar um determinado site por um curto período de tempo.

No entanto, para os engenheiros da internet que operam a rede global, o problema é ainda mais preocupante. Os ataques estão se tornando cada vez mais poderosos, e especialistas em segurança temem que, se continuarem a aumentar, as pessoas podem não conseguir acessar serviços básicos da Internet, como e-mails e serviços bancários online.

Spamhaus X Cyberbunker

A disputa começou quando o grupo europeu de combate ao spam Spamhaus acrescentou a empresa holandesa Cyberbunker na sua lista negra, que é usada por provedores de email para eliminar o spam. A medida bloqueou servidores da Cyberbunker acusados de enviar spam. Os ataques à infraestrutura da internet teriam sido lançados pela Cyberbunker em retaliação ao bloqueio.

Cyberbunker, cuja sede funciona em um antigo bunker da Otan na Holanda,  oferece serviços de hospedagem para qualquer site da Web “exceto pornografia infantil e qualquer coisa relacionada ao terrorismo”, segundo seu site.

A técnica usada para realizar o ataque foi a negação de serviço, que ocorre quando um grande número de computadores são infectados com um programa maligno que permite controlá-los à distância. Em seguida, esses computadores são usados para inundar os servidores-alvo com solicitações de dados. A sobrecarga acaba impedindo o funcionamento dos servidores e de toda a rede à qual estão ligados. O alvo principal dos ataques, que vem sendo realizados ao longo do dia, em ondas, são os 80 servidores da Spamhaus espalhados por diversos países.

 

Deixe um comentário