Saúde  

Insônia quadruplica risco de morte na meia-idade

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

É o primeiro estudo a associar a insônia à mortalidade, afirma um especialista que participou da pesquisa.

Um estudo norte-americano publicado na revista Sleep mostrou que os homens que sofrem de insônia têm quatro vezes mais chances de morrer cedo.

Após acompanharem 741 homens de meia-idade ao longo de 14 anos, os pesquisadores descobriram que os 4% que sofriam de insônia crônica eram 4,3 vezes mais propícios a morrerem durante esta fase da vida.

O que é insônia crônica?

A insônia crônica é definida como a incapacidade de dormir regularmente durante mais de seis horas por noite ao longo de pelo menos um ano.

Entre as mil mulheres que participaram do estudo, 8% sofriam de insônia crônica, mas entre elas não houve aumento da mortalidad

Idosos dormem menos

Um novo estudo mostra que dormir menos conforme se fica mais velho é normal. Idosos dormem 20 minutos a menos que homens de meia-idade, que por sua vez, dormem 23 minutos a menos que jovens adultos. No entanto, pessoas mais velhas não devem ficar sonolentas durante o dia, caso isto aconteça, pode ser resultado de algum distúrbio do sono.

Além de dormirem menos, os idosos passam menos tempo do dia sonolentos e, em média, demoram mais para pegar no sono. No entanto, adultos nos três grupos de idade mostraram resultados parecidos quando tiveram o sono interrompido.

O resultado das pesquisas pode explicar porque idosos em geral se queixam mais de insônia. Na verdade, estaria reclamando de uma mudança natural no ciclo de sono, que aconteceria com a idade.

Deixe um comentário