Imprensa tem predileção por desgraça, diz Lula

Por Rodolfo Torres – congressoemfoco.com.br

O presidente Lula voltou a criticar a imprensa nesta quarta-feira (24). Em evento promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em Brasília, o petista afirmou que “há uma predileção pela desgraça” nos noticiários brasileiros.

“Eu, às vezes, me levanto de manhã e fico vendo algumas manchetes, eu fico triste, porque eu acabei de inaugurar, no dia anterior, duas mil casas, e não sai uma nota no pé do jornal; caiu um barraco, é primeira página, dizendo que caiu uma casa”, afirmou o presidente.

“É triste quando a pessoa tem dois olhos bons e não quer enxergar, quando a pessoa tem o direito de escrever as coisas certas e escreve as coisas erradas. É triste, é melancólico para um país democrático como o nosso, para um governo republicano como o nosso”, complementou.

Lula aproveitou para se declarar “triste” com os periódicos porque estudantes do futuro que venham a realizar pesquisas sobre o seu governo vão se deparar com “uma grande mentira”.

“Esse estudante vai estudar uma grande mentira neste país. Quando, na verdade, ele poderia estar estudando a verdade do que aconteceu neste país. E as coisas são assim, quando o cidadão quer ser de má fé, não tem jeito.”

O petista avalia que determinados setores da imprensa não divulgam o que está ocorrendo de positivo. “Eles sabem o que está acontecendo no país. Se não quisessem saber pelos seus olhos, saberiam pelas pesquisas de opinião pública. Ainda assim, não querem saber.”

Lula falou durante o II Salão de Territórios Rurais. No encontro são debatidas políticas de desenvolvimento econômico em comunidades rurais. Lançado em 2008, o programa tem como objetivo, segundo o governo, universalizar programas básicos de cidadania com desenvolvimento territorial sustentável

Deixe um comentário