Impasse com DEM pode comprometer vitória, diz Sérgio Guerra

Após anúncio do tucano Álvaro Dias para vice, os democratas ameaçaram romper com a aliança nacional a favor de Serra.

O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, disse nesta segunda-feira, 28, que a vitória do partido nas eleições presidenciais está comprometida. Após a confirmação de que o senador Álvaro Dias será vice de José Serra, os democratas ameaçaram romper com a aliança nacional a favor dos tucanos.

A cúpula do DEM vai se encontrar com Serra nesta segunda-feira ainda para definir se vão ou não apoiar a candidatura dos tucanos. A ideia é tentar uma saída política até a próxima quarta-feira, 30 — a data limite para a formalização de alianças eleitorais.

Crise entre os partidos

Após a confirmação feita pelo senador Álvaro Dias de que ele tinha sido escolhido para compor a chapa puro-sangue de José Serra, uma crise se deflagrou entre os partidos PSDB e DEM.

Caso os dois partidos não entrem em um acordo, o tempo de rádio e de televisão do DEM será dividido igualmente entre os candidatos.  Dessa forma, enquanto a candidata do PT, Dilma Rousseff, ficaria com 61% do tempo dos democratas, Serra teria 29%.

Deixe um comentário