Brasil  

Igreja Universal é acusada de enviar R$ 400 milhões ao exterior

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

A Igreja Universal do Reino de Deus é acusada de ter enviado para o exterior remessas ilegais de R$ 5 milhões por mês. A revelação foi feita por Cristina Marini, sócia da casa de câmbio Diskline, de onde seriam os doleiros responsáveis pelos envios. O total das remessas chegaria a cerca de R$ 400 milhões. O criminalista Antônio Pitombo, que defende a igreja e seus dirigentes, nega as acusações.

A denúncia foi feita por meio do processo de delação premiada. As investigações estão sendo feitas no Brasil e nos Estados Unidos. Cristina Marini e seu sócio, Marcelo Birmarcker, aceitaram colaborar com as investigações nos dois países em troca de benefícios em caso de condenação.

Os doleiros resolveram colaborar depois que a Justiça norte-americana decidiu investigar a atividade deles nos Estados Unidos com base no pedido de cooperação internacional feito em novembro de 2009 por autoridades brasileiras. Em Nova Iorque, eles são investigados por suspeita de fraude e de desvio de recursos da igreja em território norte-americano.

Deixe um comentário