Henrique Meirelles desiste de eleição e continua no BC

Por Fábio Góis – congressoemfoco.com.br

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, vai continuar à frente da instituição até o fim do mandato do presidente Lula. A notícia foi confirmada há pouco após mais uma reunião entre Lula e Meirelles, que pensava em disputar um cargo eletivo nas eleições de outubro.

Filiado ao PMDB desde setembro do ano passado, Meirelles estava cotado para o governo de Goiás ou uma vaga no Senado. Nos bastidores do Planalto, seu nome era considerado até para vice da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) na sucessão de Lula.

Com status de ministro, Meirelles estava entre os dez nomes do governo que, com intenções eleitorais, teriam que deixar o vínculo com o Executivo, segundo a legislação eleitoral (desincompatibilização de cargos públicos até seis meses antes do pleito de 3 de outubro). O prazo de desligamento encerra no próximo sábado (3).

Em 2002, Meirelles chegou a ser eleito deputado federal pelo PSDB goiano, mas teve de se licenciar para assumir a presidência do Banco Central. Ao se manter no comando da instituição, Meirelles preserva também as funções de membro do Conselho Diretor do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) e de presidente do Conselho Consultivo das Américas – pela primeira vez exercidas pelo titular da principal instituição financeira do país.

Deixe um comentário