Grande parte dos casos de diabetes se deve ao cultivo de hábitos não saudáveis

.
Fonte: Opinião & Noticia

.
.

Segundo o pesquisador e professor de Medicina Interna e Esportiva da Universidade de Los Andes da Colômbia, John Duperly, “nove de cada dez casos de diabetes poderiam ser evitados com um estilo de vida saudável”. O docente foi um dos palestrantes no 5º Congresso Internacional de Atividade Física e Saúde Pública, realizado nesta semana no Rio.

Na conferência intitulada “Balanço Energético, Fluxo de Energia e Regulação do Consumo de Calorias” o acadêmico expôs a importância do equilíbrio entre as calorias ingeridas e gasto calórico diário, enfatizando que, “se temos muita energia em nossas células, bloqueamos algumas funções”.

Para Duperly a atividade física diária é um dos grandes aliados na busca por esse equilíbrio, razão pela qual o médico recomendou a prescrição de exercícios para profissionais e pacientes.

Outro partícipe do evento, o pesquisador americano e professor da Universidade da Carolina do Sul, Robin Shook, acrescentou que a alimentação se complementa com o gasto calórico. A manutenção desse ciclo é importante para que o primeiro não se transforme em energia acumulada.

Em um dos estudos repassados pelo americano durante a palestra (elaborados durante a Segunda Guerra), pesquisadores observaram que o homem já era “predominantemente sedentário” naquela época, fato que reflete diretamente no balanço energético.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF, em inglês), existem mais de 370 milhões de diabéticos em todo o mundo. Na maior parte dos casos os indivíduos contraíram o tipo 2 da doença, passível de ser evitado com medidas de prevenção à obesidade e ao sedentarismo. No Brasil 7,4% da população foi diagnosticada com a doença em 2012, conforme os dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012).

 

Deixe um comentário