Fora do armário e dentro de um cubículo

O mundo corporativo não é completamente amigável aos gays, mas as atitudes mudaram dramaticamente. Cerca de 86% das empresas no topo do ranking da revista Fortune hoje proíbem a discriminação com base na orientação sexual.

Deixe um comentário