Brasil  

Fifa já ‘sepulta’ Orlando Silva e fala em diálogo com ‘novo interlocutor’

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Entidade dá como certa saída do atual ministro.

Para Jerome Valcke, secretário-geral da Fifa, a próxima reunião no Brasil, em novembro, já deve ser com um novo ministro. Em entrevista coletiva transmitida ao vivo na manhã desta sexta-feira, 21, Valcke já falava como se Orlando Silva não fosse mais ministro do Esporte.

Apesar de ainda não ter definido o futuro de Orlando Silva, suspeito de desvio de verbas destinadas a ONGs, ao que tudo indica, a presidente Dilma Rousseff pretende retirá-lo do cargo. O escândalo que estourou nos últimos dias desgastou bastante a imagem do ministro, e na última quarta-feira, 19, o Palácio do Planalto deu sinais de que afastaria Silva das reuniões sobre a Copa do Mundo.

“Em novembro, espero já me reunir com novo interlocutor apontado por Dilma para a organização da Copa do Mundo”, disse Valcke. O Comitê Executivo da Fifa deve apresentar o relatório das propostas para a Copa de 2014 nesta sexta, 21. O secretário-geral ainda elogiou Dilma pela rapidez na solução do caso.

Assim que chegou da viagem a Angola, no final da noite do último dia 20, a presidente convocou uma reunião de emergência para discutir o episódio. Na ocasião Dilma ouviu os relatos do ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, sobre o andamento das investigações na Polícia Federal e no Ministério Público. Ela ainda vai ouvir o ministro Orlando Silva em reunião que deve acontecer ainda nesta sexta-feira, 21.

O ministro se declara inocente das acusações, negando que existam irregularidades em sua pasta e critica falta de provas. “Preparei um relatório com as mentiras publicadas desde o fim de semana. Impressiona tantos ataques sem qualquer prova”, declarou Silva, em mensagem divulgada pelo Twitter. Segundo reportagens publicadas na última semana, o PC do B, partido de Silva, vinha se beneficiando de fraudes em convênios com entidades de incentivo ao esporte há alguns anos.

O presidente do partido, Renato Rebelo, afirma que setores políticos e econômicos, entre eles a Fifa e o Comitê Organizador Local do Mundial, estariam interessados na “desidratação” do ministro. O motivo, segundo ele, seria a discussão sobre a Lei Geral da Copa, que ainda tem pontos de discórdia entre a Federação e o governo brasileiro.

Interlocutores afirmam que Dilma não está certa sobre o envolvimento de Silva, mas que deve substituí-lo devido ao desgaste político que o ministro provocou na última semana. Ela já estaria pensando em nomes para assumir a pasta. Uma possível opção é a ex-prefeita de Olinda (PE) e atual deputada, Luciana Santos.

Deixe um comentário