FHC prega o fim de atitude ‘leniente’ com preços

.
Fonte: Brasil247
.
images_cms-image-000379308
.
Ex-presidente FHC (PSDB) afirma que, embora o país esteja longe do descontrole de preços do passado, a memória inflacionária ainda é um risco: “Não creio que seja iminente nem que estejamos diante do que aconteceu no passado, mas é preciso mudar a atitude leniente e estar sempre de olho no que já está indexado”; para ele, a política monetária sozinha não dá conta de controlar a inflação

Ao fazer novo balanço sobre os 20 anos do Plano Real, o ex-presidente FHC (PSDB) faz um alerta sobre o risco da memória inflacionaria do país.

“Não creio que seja iminente nem que estejamos diante do que aconteceu no passado, mas é preciso mudar a atitude leniente e estar sempre de olho no que já está indexado”, diz.

Em entrevista ao Globo, ele ressalta que a política monetária sozinha não dá conta de controlar a inflação. “Desde o governo Lula, o mantra é: mais crédito e mais consumo. Houve pouca atenção ao aumento de produtividade e à atração de investimentos produtos”, afirma.

FHC defende o legado do Plano Real para a economia do Brasil: “O plano marcou uma mudança na vida brasileira que permaneceu: não aceitar a inflação como inevitável”.

Deixe um comentário