Fábricas podem parar como pressão para reduzir jornada

Primeiro, foram os policiais militares e os bombeiros. Agora as Centrais sindicais e trabalhadores ameaçam entrar em greve caso o Congresso não aprove neste semestre o projeto de lei que reduz a jornada de trabalho para 40 horas semanais

Deixe um comentário