Brasil  

FAB tem 30 dias para informar Senado sobre vôos de autoridades

Por Mariana – Haubert – congressoemfoco.com.br

A Mesa Diretora do Senado aprovou nesta quinta-feira (11) um pedido de informação sobre o transporte de autoridades e demais passageiros em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Com a aprovação, a FAB tem até 30 dias para responder o requerimento do senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).

No requerimento, o tucano questiona quantas viagens foram feitas por autoridades brasileiras, o nome de todos os passageiros, as origens e destinos dos vôos e os horários de partidas e chegadas. As informações são referentes ao período de 2010 a 2013. Aloysio destaca no pedido que nos últimos dias a imprensa noticiou o mau uso do dinheiro público “em mais uma modalidade de serviço público”.

Os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, e ministros utilizaram aeronaves da FAB para ir a compromissos pessoais. Após a divulgação dos casos pelo jornal Folha de S. Paulo, Renan e Henrique devolveram aos cofres públicos valores correspondentes a passagens em aviões comerciais. Renan devolveu R$ 32 mil e Henrique, R$ 9 mil.

Na segunda-feira, o presidente do Senado apoiou o pedido de Aloysio. “Quero, de pronto, dizer que eu defendo e apoio a aprovação do requerimento”, disse Renan, ao lê-lo em plenário. O peemedebista também determinou que o conselho de Transparência da Casa faça um estudo para determinar se o presidente do Senado pode utilizar os aviões da FAB.

Mais sobre a farra das passagens

Deixe um comentário