Ex-presidente Itamar é cortejado pelo PPS e pode sair como vice de Serra, em 2010

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias

A cúpula estadual do PPS (Partido Popular Socialista) de Minas Gerais fez nesta quinta-feira (4) “visita de cortesia” ao ex-presidente da República Itamar Franco em Belo Horizonte (MG) e reforçou convite para que ele se filie ao partido.
O cortejo do PPS ao ex-presidente é tido nos bastidores como uma manobra para viabilizar o nome de Itamar como vice em chapa encabeçada pelo governador de São Paulo, José Serra (PSDB), caso o paulista seja o nome tucano indicado para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2010.
Pressionada, Yeda Crusius (PSDB) mira voto do interior e admite candidatura em 2010, apesar de denúncias.
Com baixos índices de popularidade e ameaçada de enfrentar a terceira CPI em menos de três anos de mandato, a governadora do Rio Grande do Sul decidiu apostar suas fichas no interior como ponte para conquistar um segundo mandato
O assédio do partido a Itamar é entendido como um “plano B”, alinhavado por tucanos ligados a Serra, para tentar unir os dois maiores colégios eleitorais do país (SP e MG), caso não vingue a hipótese de chapa “puro-sangue” com Serra e o governador Aécio Neves (PSDB) como candidato a vice.
O governador mineiro também postula a cabeça de chapa tucana. E a hipótese de ocorrer a chapa Serra-Franco poderia interessar a ele, que se mostrou contrário à ideia de ser vice de Serra. Reiteradas vezes, Aécio disse descartar essa possibilidade por achar que uma chapa nesses moldes não seria, do ponto de vista eleitoral, uma decisão acertada.
Para Juarez Amorim, presidente estadual do PPS, o caminho está aberto para que Itamar se filie ao partido. “Nós temos uma afinidade muito grande com o ex-presidente Itamar. O PPS fez o convite ao ex-presidente há cerca de um ano. Em alguns momentos, a imprensa tem colocado que ele [Itamar] já teria se filiado ao partido, mas isso não ocorreu”, disse.
Segundo Juarez, o ex-presidente deverá fazer o anúncio de sua decisão no próximo mês. “Ele mostra pontos de identidade com o PPS. Nós temos uma convivência muito grande com ele”, disse.
Em uma amostra de que o partido e o ex-presidente estão afinados, a legenda, por meio da FAP (Fundação Astrojildo Pereira), ligada ao PPS, juntamente com a UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), vai lançar no próximo mês, em Juiz de Fora (MG), livro que retratará as ações sociais do governo Itamar. “Nós achamos que as políticas sociais do governo Itamar não tiveram tanto destaque como mereciam. Portanto, esse lançamento [do livro] é muito relevante”, avalia.
Ao final da reunião, o ex-presidente não atendeu a imprensa. Ele atualmente está sem partido e ocupa cargo de presidente do Conselho de Administração do BDMG (Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais).
Segundo um dos interlocutores mais próximos do governador Aécio Neves, a hipótese de Itamar sair como vice na chapa de Serra é encarada como uma tentativa de criar um fato consumado em torno da candidatura de José Serra, o que comprometeria a unidade partidária tucana. Isso porque Aécio Neves postula candidatura dentro do partido.

Deixe um comentário

Um comentário para “Ex-presidente Itamar é cortejado pelo PPS e pode sair como vice de Serra, em 2010”

  1. >>Ana Neves disse:

    Não consegui ler a matéria até o final!!!!! Precisei tomar um remédio contra enjôos após ler, nos primeiros parágrafos, sobre o “cortejo ” !!!! De fato, estou enjoada das notícias, no plano político, que o povo brasileiro ( eu estou nessa…) vem recebendo!.
    Tem gente que vive de um passado cuja referência não fede nem cheira, cujo momento se fez em um nada!!! Voltar ao nada é, no mínimo, desperdício, e porque não abuso da nossa paciência!

    O passado só é revivido quando ele valeu a pena!!!!