Ex-diretor da Petrobras tem 10 milhões de euros bloqueados em Mônaco

images_cms-image-000423661Segundo o Ministério Público Federal (MPF), existe a suspeita de que Jorge Zelada, que substituiu Nestor Cerveró na estatal, possa estar envolvido no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. De acordo com o procurador federal Deltan Dallagnol, o volume de recursos identificado no exterior é incompatível com a renda de Zelada. O ex-diretor anda não foi denunciado pelo MPF.

Deixe um comentário