Eleiçoes para governador: PMDB e PSDB estão na frente em seis estados

Por Rudolfo Lago – congressoemfoco.com.br

Base de Dilma lidera as eleições em 18 estados. Aliados de Serra estão na frente em 9 estados. Há um empate em Roraima. Marina e os demais candidatos não têm nenhum candidato na frente. No Pará, não há pesquisa

Da mesma forma que vai se distanciando do candidato do PSDB, José Serra, na corrida pela sucessão do presidente Lula, a candidata do PT, Dilma Rousseff, vai ampliando também a margem de aliados que poderão vir a governar com ela os estados brasileiros a partir de 2010. O Congresso em Foco analisou as últimas rodadas de pesquisa disponíveis em 26 estados do país (apenas no Pará não há pesquisa disponível). Elas mostram que hoje os partidos e candidatos que apoiam Dilma estão na frente em 18 estados. Os aliados de Serra lideram em 8. Marina Silva, apoiada apenas no PV, não tem candidatos liderando as pesquisas estaduais. Nem os demais candidatos à Presidência.

Veja aqui a situação eleitoral estado por estado

Embora o PTB seja formalmente aliado de Serra, o Congresso em Foco colocou o senador Fernando Collor, que lidera as pesquisas em Alagoas, na quota de Dilma. É como aliado do governo e da candidata do PT que ele se apresenta na campanha em seu estado.

A vantagem de Dilma está na ampla aliança que ela formou, especialmente nas parcerias com o PMDB e o PSB. Candidatos peemedebistas lideram neste momento as pesquisas no Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba e Rio de Janeiro. O PSB está na frente no Ceará, no Espírito Santo, em Pernambuco e no Piauí. E o próprio PT de Dilma lidera no Acre, na Bahia, no Rio Grande do Sul e em Sergipe.

O PMN lidera no Amazonas. Há Collor em Alagoas. E o PP, embora não tenha formalizado apoio a Dilma, a apoia informalmente. E  lidera as pesquisas em Santa Catarina e Roraima. Em Roraima, a última pesquisa Ibope aponta um empate em 41% entre Neudo Campos, do PP, e José Anchieta, do PSDB.

Sustento próprio

O PSDB de Serra sustenta-se praticamente sozinho. Em termos individuais, os tucanos lideram pesquisas na mesma quantidade de estados que o PMDB. E são os dois partidos com mais candidatos na frente.
 
Os tucanos têm a vantagem de estar na frente, com larga margem, em São Paulo, maior colégio eleitoral do país. Ali, Geraldo Alckmin lidera com 33 pontos percentuais à frente de Aloízio Mercadante, do PT. Além de São Paulo, o PSDB lidera em Goiás, Paraná, Rondônia, Tocantins e Roraima. Em Roraima, dividindo a liderança com o PP. Seu principal parceiro, o DEM, lidera no Rio Grande do Norte. E o PTB lidera no Amapá.

Nem sempre a força das eleições estaduais reflete-se na eleição nacional. Serra é líder na região Sul, mas seus candidatos a governador só lideram as pesquisas no Paraná, com Beto Richa, do PSDB. No Sudeste, onde se concentram os maiores colégios eleitorais, vantagem de Serra em São Paulo com Alckmin. Mas em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo,  estão na frente candidatos ligados a Dilma. Se Alckmin pode ganhar no primeiro turno em São Paulo, Sérgio Cabral, do PMDB, tem as mesmas chances no Rio.

Na região em que mais perde para Dilma, o Nordeste, o PSDB de Serra não lidera em nenhum estado. Ali, só um aliado tem boas chances: Rosalba Ciarlini, do DEM, no Rio Grande do Norte. Em compensação, o PT lidera na Bahia e em Sergipe. O PSB no Ceará, em Pernambuco e no Piauí, com grandes chances de reeleger ainda no primeiro turno Cid Gomes, no Ceará, e Eduardo Campos, em Pernambuco.

No Norte, de estados com pouca expressão eleitoral, os tucanos lideram em Rondônia, Roraima e Tocantins. O Amazonas pode dar um governador para o PMN, aliado de Dilma: Omar Aziz.

No Centro-Oeste, o candidato do PT, Agnelo Queiroz, vem diminuindo a vantagem que tinha Joaquim Roriz, do PSDC. Roriz ainda corre o risco de ter a sua candidatura cassada com base na Lei da Ficha Limpa. Em Goiás, Marconi Perillo, do PSDB, confere um bom palanque para Serra. E tanto em Mato Grosso como em Mato Grosso do Sul, a liderança no momento é do PMDB.
Veja a situação das eleições em cada estado, de acordo com as pesquisas mais recentes
ACRE
Tião Viana pode vencer no primeiro turno
De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope entre 27 e 29 de julho, o senador Tião Viana, do PT, pode vencer a eleição para governador do Acre ainda no primeiro turno. Tião tem 63% das intenções de voto. Seu principal adversário é Tião Bocalom, do PSDB, com 21%.
ALAGOAS
Collor lidera

A pesquisa mais recente, divulgada no dia 27 de julho, foi realizada pelo Ibrape (Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino). Ela mostra o senador Fernando Collor (PTB) na frente, com 38% das intenções de voto. Em segundo, vem o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), com 26%. O atual governador, Teotônio Vilela Filho (PSDB),  é o terceiro, com 21%. A candidatura de Ronaldo Lessa foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas.
 

AMAPÁ
Situação indefinida

A pesquisa do Ibope realizada entre 27 e 29 de julho mostrou um quadro de indefinição na disputa para governador. Lucas, do PTB, lidera com 25%. Mas Jorge Amanajas, do PP, vem logo atrás, com 24%. E não muito longe estão o governador Pedro Paulo (PP), com 19%, e Camilo Capiberibe (PSB), com 17%.

AMAZONAS
Omar Aziz lidera

O governador Omar Aziz (PMN) lidera a pesquisa do Ibope realizada entre 27 e 29 de julho. Na rodada, Aziz tinha 49%, contra o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento, com 37%.

BAHIA
Jaques Wagner lidera

De acordo com a última pesquisa do Instituto Datafolha, realizada entre os dias 9 e 12 de agosto, o governador Jaques Wagner, do PT, lidera para se reeleger. Jaques está com 45% das intenções de voto. Seu adversário mais próximo é Paulo Souto, do DEM, com 23%. O ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, do PMDB, é o terceiro, com 10%.

CEARÁ
Cid Gomes lidera com ampla vantagem

O governador Cid Gomes (PSB) lidera no Ceará rumo à reeleição. É o que o diz a pesquisa do Ibope realziada entre 30 de julho e 1º de agosto. Cid Gomes tem 49% das intenções de voto. Seu principal adversário, Lúcio Alcântara (PR), aparece com 24%.

DISTRITO FEDERAL
Roriz lidera, mas Agnelo se aproxima

A última rodada do Datafolha, realizada entre os dias 9 e 12 de agosto, registra que diminui a vantagem do ex-governador Joaquim Roriz, candidato do PSDC. Roriz ainda enfrenta problemas na Justiça, pois sua candidatura está barrada pelo Tribunal Regional Eleitoral do DF, com base na Lei da Ficha Limpa. Roriz está com 41% das intenções de voto, mesmo percentual que tinha antes. Agnelo Queiroz, do PT, porém, subiu seis pontos percentuais com relação à rodada anterior, e está com 33%.

ESPÍRITO SANTO
Liderança é de Renato Casagrande

Pesquisa realizada pelo Ibope entre 22 e 25 de julho mostra o senador Renato Casagrande (PSB) na frente no Espírito Santo, com ampla vantagem. Casagrande tem 51% das intenções de voto, contra 18% de Luiz Paulo Veloso Lucas (PSDB).

GOIÁS
Marconi Perillo na frente

Segundo a última rodada do Ibope, entre 10 e 12 de agosto, o senador Marconi Perillo (PSDB) lidera com 45% das intenções de voto. O ex-prefeito de Goiânia Íris Rezende (PMDB) tem 34%.

MARANHÃO
Liderança é de Roseana Sarney

A última pesquisa disponível é do Instituto Escutec, divulgada no dia 15 de agosto. Ela mostra a governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB) na frente, com 49,6% das intenções de voto. Jackson Lago (PDT) tem 23,7% e Flávio Dino (PCdoB) tem 18,2%.

MATO GROSSO
Silval Barbosa é o líder

De acordo com a pesquisa Ibope realizada entre 10 e 12 de agosto, Silval Barbosa, do PMDB, lidera as eleições com 28% das intenções de voto. Está seis pontos percentuais à frente de Wilson Santos, do PSDB, que tem 22%.

MATO GROSSO DO SUL
André Puccinelli rumo à reeleição

Diz o Ibope, em pesquisa realizada entre 10 e 12 de agosto, que André Puccinelli tem boa chance de se reeleger governador. Ele tem 52% das intenções de voto. Seu principal adversário é o ex-governador Zeca do PT, com 33%.

MINAS GERAIS
Hélio Costa na frente, com folga

Segundo o Datafolha, em pesquisa realizada entre 9 e 12 de agosto, o ex-ministro das Comunicações Hélio Costa (PMDB) segue favorito para o governo. Hélio tem 43% das intenções de voto. O atual governador, Antonio Anastasia, tem 17%.

PARÁ
Sem pesquisa

Não há pesquisas recentes disponíveis. Principais candidatos são Ana Júlia Carepa (PT) e Simão Jatene (PSDB)

PARAÍBA
Zé Maranhão na frente

O governador Zé Maranhão (PMDB) lidera com 48% das intenções de voto, conforme a última pesquisa do Ibope, realizada entre 27 e 29 de julho. Em segundo, está Ricardo Coutinho (PSB), com 32% das menções dos eleitores paraibanos.

PARANÁ
Aumenta vantagem de Beto Richa sobre Osmar Dias

Diz o Datafolha, em pesquisa feita entre 9 e 12 de agosto, que o favorito no Paraná é o tucano Beto Richa. Ele tem 46% das intenções de voto. Em segundo, aparece o senador Osmar Dias (PDT), com 34%. De acordo com a rodada anterior, Richa ampliou sua vantagem. Antes, ele tinha 43%. Subiu três pontos percentuais. E Osmar Dias, em contrapartida, caiu quatro pontos, passando de 38% para 34%.
PERNAMBUCO
Eduardo Campos pode ganhar no primeiro turno

A última rodada do Datafolha, realizada entre 9 e 12 de agosto, indica a possibilidade de reeleição do governador Eduardo Campos (PSB) ainda no primeiro turno. Ele tem 62% das intenções de voto. Seu principal adversário, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) tem 21%.

PIAUÍ
Empate entre três candidatos

Três candidatos estão empatados no Piauí, diz a pesquisa do Ibope, feita entre 10 e 12 de agosto. Wilson Martins, do PSB, tem 24%. Sílvio Mendes, do PSDB, tem 22%. E João Vicente Claudino, do PTB, tem 19%.

RIO DE JANEIRO
Sérgio Cabral tem 57%

A pesquisa Datafolha realizada entre 9 e 12 de agosto mostra que o governador Sérgio Cabral (PMDB) pode se reeleger ainda no primeiro turno. Cabral tem 57% das intenções de voto, contra 18% do deputado Fernando Gabeira (PV).

RIO GRANDE DO NORTE
Rosalba Ciarlini lidera com folga

A senadora Rosalba Ciarlini segue firme para se tornar a única governadora eleita pelo DEM. De acordo com pesquisa realizada pelo Ibope entre 10 e 12 de agosto, Rosalba tem 48% das intenções de voto. Seu principal adversário, Carlos Eduardo (PDT), tem 12%.

RIO GRANDE DO SUL
Tarso Genro lidera

A vantagem do ex-ministro da Justiça Tarso Genro (PT) sobre o ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça (PMDB) aumenta, segundo o Datafolha. Na rodada feita entre 9 e 12 de agosto, Tarso subiu de 35% para 38%. Fogaça permaneceu com os mesmos 27% que tinha antes. A governadora Yeda Crusius, do PSDB, tem 16%.

RONDÔNIA
Expedito Júnior, com candidatura indeferida, está na frente

O ex-senador Expedito Júnior (PSDB) precisará primeiro livrar-se do indeferimento da sua candidatura, definido pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, com base na Lei da Ficha Limpa. Se conseguir, tem chances de se eleger governador. Segundo pesquisa do Ibope entre 27 e 29 de julho, Expedito lidera com 26% das intenções de voto. Em seguida, vêm os candidatos Confúcio Moura (PMDB), com 21%, e João Cahulla (PPS), com 15%.

RORAIMA
Anchieta e Neudo Campos empatados

A pesquisa Ibope realizada entre os dias 27 e 29 de julho indica um empate entre Anchieta (PSDB) e Neudo Campos (PP): ambos aparecem com 41% das intenções de voto. A candidatura de Neudo Campos, porém, foi impugnada pelo Ministério Público com base na ficha limpa.

SANTA CATARINA
Ângela Amin é a líder

Conforme o Ibope, em pesquisa realizada entre 3 e 5 de agosto, Ângela Amin, do PP, lidera com 38% das intenções de voto. Em segundo lugar, está o senador Raimundo Colombo, do DEM, com 23%. A senadora Ideli Salvatti, do PT, é a terceira, com 15%.

SÃO PAULO
Alckmin dispara na frente

É de impressionantes 33 pontos percentuais a vantagem do ex-governador Geraldo Alckmin, do PSDB, sobre seu principal adversário, o senador Aloizio Mercadante, do PT. Se o desempenho demonstrado na última pesquisa Datafolha, feita entre 9 e 12 de agosto, se mantiver, Alckmin terá a vitória mais fácil no primeiro turno entre os governadores. Ele tem hoje 54% das intenções de voto. Mercadante tem 16%. Celso Russomano, do PP, tem 11%.

SERGIPE
Marcelo Déda na frente

O governador Marcelo Déda, do PT, aparecia na frente na última pesquisa do Ibope realizada em Sergipe, entre os dias 26 e 28 de março. Conforme a pesquisa, ele tinha 49% das intenções de voto. João Alves, do DEM, tinha 31%.

TOCANTINS
Gaguim e Siqueira Campos empatados

Pesquisa do Ibope realizada entre 19 e 21 de junho apontava empate entre o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) e o atual governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB). Siqueira Campos tinha 40% das intenções de voto, contra 38% de Gaguim.

Deixe um comentário