Eleições 2014: últimos dias de promoção!

.
Por Claudio Schamis
.
Dilma-x-Au00E9cio-300x206Temos duas opções para você: um candidato que pode dar um novo rumo ao nosso país ou uma candidata velha de guerra que pode levar nosso país para, você sabe. É isso, caro eleitor. Estamos na reta final MESMO. Depois de sexta-feira, 24, último dia da propaganda política e dia também do último debate presidencial que acontece na Globo, você terá ainda 48 horas para decidir quem vai levar a faixa presidencial.

Você têm ainda algumas opções. Olhar o passado de cada um no cargo que exerceu: Dilma na presidência e Aécio como governador e senador, e ver efetivamente o que cada um fez ou deixou de fazer. Você pode tirar no cara e coroa. Não aconselho, mas o voto é seu, né?

Você pode voltar no “menor pior”, que é o que está acontecendo muitos nessas eleições, tanto para governos estaduais quanto para a Presidência. Você pode votar no programa de governo que cada um apresentou ou tentou apresentar, pois, como afirmou o ministro Dias Toffoli, esse segundo turno foi mais uma tentativa de desconstruir um ao outro do que propriamente uma campanha do eu vou fazer e acontecer. Eles até mostraram alguma coisa, mas não o suficiente para chegarmos no domingo com a eleição propriamente definida, como já aconteceu no passado.

Você pode esperar pelo homem da mala, mas, se você morar em Roraima, nada feito. O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima limitou os saques a até R$ 10 mil até o dia 26 de outubro. Será que isso é coisa do Comendador José Alfredo, dono da Império? Se bem que o TRE deveria suspeitar que o eleitor aceite parcelar em quatro vezes e com isso burlar a lei imposta. Vai que ele aceita cartão, carnê? Como diria Chapolim: “Não contavam com  a minha astúcia!”

A verdade é que vamos decidir mais uma vez o que queremos para o nosso país, filhos, amigos, inimigos. Estamos todos juntos e misturados. Cada um com a sua opinião já formada ou não. Cada um com sua visão do que é um ‘malfeito’ malfeito e o que se pode deixar passar. Fomos testemunhas de vários escândalos, apesar de pessoas como o presidente Lula negarem até hoje o mensalão. Já a presidente Dilma até aceitou a ideia de que houve escândalo na Petrobras, mas ela de nada sabia.

Dilma fala, Aécio fala; cospem números, uns mais ou menos certos, outros totalmente utópicos. Taxas de inflação, desemprego. A realidade é que somente a dona de casa vai saber se a inflação está mais alta ou não. Somente o trabalhador vai saber se o nível de desemprego subiu ou caiu. É na pele que sentimos muito mais. Números? Podem ser maquiados, institutos de pesquisa podem errar. Enfim, números são números. E quem gosta de números são os matemáticos. Nós gostamos de carteira assinada e geladeira cheia, sem termos que fazer a dieta do ovo.

É com você, eleitor. Ou tentamos mudar ou ficamos na mesma, só não vem depois reclamar nos meus ouvidos, ou pelo Facebook.

 

Enquanto isso, na Comissão de Educação do Senado…

vaccari-300x168Enquanto lutamos por melhorias na educação, pela construção de mais escolas, pelo cumprimento da promessa da Dilma de construir 6 mil creches em seu governo, que já está acabando, por melhores salários para os professores e por melhores condições de trabalho para alunos e professores, somos obrigados a assistir de camarote e engolir a discussão que acontece no Senado sobre a mudança na gramática, proposta pelo (lunático) Ernani Pimentel, presidente do Centro de Estudos da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras de Brasília. Aliás, de onde mais poderia ser?

É a proposta que quer que a gente escreva exatamente como se fala. Por exemplo, “homem”, perderia o “h”.

São pessoas como essa, com propostas como essa, que são votadas e infestam o nosso Senado.

 

Enquanto isso, na delação premiada…

vaccari-300x168 Ernani-300x200O nome de João Vaccari Neto ganhou mais destaque ainda depois que o secretário financeiro do PT foi citado na delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa.

Vaccari foi nomeado por Dilma em 2003 para o Conselho de Administração da usina de Itaipu Binacional quando Dilma era ministra de Minas e Energia. E, de quatro em quatro anos, vem sendo reconduzido ao cargo, que paga muito bem, obrigado. A remuneração por participação em reuniões é de meros R$ 20.804,13. Tá bom ou quer um aumento?

Dizem que essa nomeação foi um prêmio para compensar Vaccari por ele não ter sido nomeado presidente da Caixa Econômica Federal.

Coisa boa isso, né? O conselho se reúne apenas seis vezes por ano, mas podem acontecer encontros extraordinários. Extraordinário é o salário dele.

E mesmo assim dizem que Vaccari estaria envolvido em operações ilegais em Itaipu, onde é acusado de cobrar propina em negócios com fundos de pensão para bancar o caixa dois de campanhas.

E esse sujeito é ainda tesoureiro do PT.

Enquanto as urnas não são abertas e os votos computados…

O ex-presidente Lula continua com o seu discurso chato, repetitivo de quem não tem mais o que falar. Aliás, era isso que ele deveria fazer: calar a boca e ir pescar, como prometeu assim que passou a faixa para Dilma.

Mas, não. Lula continua falando abobrinhas quando acusa mais uma vez, agressivamente, a imprensa. Só que dessa vez ele foi além e citou nomes, como os de Miriam Leitão e Wiliam Bonner. Escapei dessa!

Lula também perdeu totalmente a pouca decência que lhe restava ao comparar os tucanos aos nazistas. Lula se mostrou um imbecil de marca maior e uma pessoa sem respeito algum por quem sofreu com o nazismo.

Recadinhos de última hora!

1) Lembre que 60% dos candidatos a governador respondem a processos, segundo a ONG Transparência Brasil.

2) Respire fundo e boa votação.

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão. Não fume em ambientes fechados.

Deixe um comentário

Um comentário para “Eleições 2014: últimos dias de promoção!”

  1. ⇒ Marcos disse:

    Hoje, 27/10/2014, dia seguinte a reeleição de Dilma, fica marcado como o dia em que o lado mais escuro e sombrio da mídia podre do Brasil obteve seu maior êxito.
    É lamentável ver a que ponto esta mídia influencia algumas pessoas.
    É fato que todos tem o direito a perceber o governo atual da forma que melhor lhe parecer, mas não lhe cabe direito ao preconceito ao povo Nordestino em hipótese alguma.
    Lamentavelmente, o ódio destilado por alguns representantes da mídia, por exemplo, o desequilibrado do Rodrigo Constantino, digo desequilibrado, pois se esconde atrás de um CNPJ, no caso a revista Veja, para incitar todo seu preconceito ao Nordeste e defender movimentos separatistas.
    Caso semelhante observa-se no Coronel Batalha, ex Comandante da Rota de SP, que atua na mesma linha e convoca outros simpatizantes a um movimento separatista.
    Acontece que estes desequilibrados inconseqüentes desconhecem ou tentam esconder que o povo nordestino votou da seguinte forma desde 1945:
    -Eleição de 1945: General Eurico Gaspar Dutra, do PSD, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1950: Getúlio Vargas, do PTB, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1955: Juscelino Kubitschek, do PSD, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1960: Jânio Quadros, do PTN, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1989: Fernando Collor de Mello, do PRN, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1994: FHC, do PSDB, vence no Nordeste;
    -Eleição de 1998: FHC, do PSDB, vence novamente no Nordeste;
    -Eleição de 2002: Lula, do PT, vence no Nordeste;
    -Eleição de 2006: Lula, do PT, vence novamente no Nordeste;
    -Eleição de 2010: Dilma Rousseff, do PT, vence no Nordeste;
    -Eleição de 2014: Dilma Rousseff vence novamente no Nordeste.

    Fica fácil entender que a resposta para o fenômeno atual deve estar em outro lugar e não no Nordeste.

    Abs,