Brasil  

Eduardo Paes e Marcelo Crivella, quem é o culpado?

Fonte: diáriodorio.com

Afinal de quem foi a culpa pelo trânsito que parou a Zona Sul do Rio de Janeiro ontem? Da Prefeitura de Eduardo Paes que não se preparou para um evento deste porte ou de Marcelo Crivella ao fazer um comício travestido de culto religioso com milhares de ônibus estacionados por toda Zona Sul?
Ontem aconteceu na Enseada do Botafogo um evento da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), chamado de Dia D, o Dia da Decisão, ocorreu no Brasil todo e aqui no Rio de Janeiro reuniu mais de 2 milhões de pessoas e deu um verdadeiro nó no trânsito carioca.

Quem acompanha o Twitter do Lei Seca RJ pôde observar as reclamações dos cariocas pelo mega culto evangélico, ou melhor, da pré-campanha de Marcelo Crivella (PRB) travestida de evento religioso. Quer dizer, não pelo evento, direito de toda religião, mas sim pelo trânsito engarrafado.
Faltou respeito dos organizadores do evento aos cariocas, ao não prever um estacionamento para os motoristas das centenas de ônibus que estacionaram nas principais vias da Zona Sul parando totalmente o trânsito da região. E olha que Crivella, candidato a reeleição pelo Senado, é uma das principais figuras da Igreja Universal do Reino de Deus.

Faltou estratégia por parte da Prefeitura do Rio, ao ponto do atual Secretário de Ordem Pública (SeOP), Alex Costa, dar uma de Lula e dizer que “não sabia”, ou melhor, soube sobre os jornais. Ou seja, nem ao menos lê o Diário Oficial do Município, que no dia 16 de Abril, já implantava o esquema especial  de trânsito do evento. Eventos similares já aconteceram anteriormente e não causaram o mesmo transtorno.

Claro, a organização da Igreja Universal do Reino de Deus deveria ter cedido estacionamento mas cabia a Prefeitura de Eduardo Paes coibir os exageros que causaram tanto transtorno para os cariocas.

Deixe um comentário