Dora Kramer: “sem Lula em 2018, o PT pode morrer”

.
images_cms-image-000438623De acordo com a colunista, o partido “teme não sobreviver se o ‘humor’ do País levar Lula a desistir” de se candidatar a presidente nas próximas eleições, uma vez que o ex-presidente já avisou o partido de que “não embarcará em causa perdida nem em bola dividida”

O Partido dos Trabalhadores “está com medo de morrer”, afirma a jornalista Dora Kramer em sua coluna neste domingo 7. Isso se, segundo ela, as circunstâncias econômicas, políticas, sociais – por consequências, eleitorais – levarem o ex-presidente Lula a desistir de se candidatar ao Planalto em 2018.

“Lula avisou e o partido já entendeu (isso inclui a gama de legendas aliadas à esquerda) que não embarcará em causa perdida nem em bola dividida. Sacrifício inadmissível para quem saiu do poder no auge”, escreve Dora. Segundo ela, é “nesse clima” que o partido realiza seu 5º Congresso, no fim dessa semana, “ciente de que vislumbra a aproximação do precipício”.

Segundo ela, “a ‘construção das condições de vitória’ em 2018 é o pano de fundo dos embates do partido com o governo da presidente Dilma Rousseff”. A “preocupação central”, acrescenta a jornalista, é, na realidade, “com o efeito politicamente depressivo de uma possível recessão”. Leia aqui a íntegra do artigo.

 

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário