Brasil  

DO publica mensagem de projeto que prevê auxílio a ex-jogadores campeões do mundo

Alex Rodrigues
Repórter da Agência Brasil
 

Brasília – O Diário Oficial da União publicou a mensagem presidencial do projeto de lei enviado ao Congresso Nacional pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva que propõe o pagamento de um prêmio de R$ 100 mil e de um auxílio especial mensal aos ex-jogadores de futebol que integraram as equipes campeãs das Copas do Mundo de 1958, 1962 e de 1970.

A iniciativa é um reconhecimento às conquistas dos ex-jogadores que atuaram em uma época em que o esporte dava os primeiros passos na direção da profissionalização.

Pela proposta do governo federal, o prêmio deverá ser pago em uma única parcela, isenta de Imposto de Renda e de contribuição previdenciária. O auxílio especial mensal será definido com base no cálculo da diferença entre o que cada um deles recebe hoje da Previdência Social e o teto das aposentadorias pagas pela Previdência (R$ 3.416,54).

Se o projeto for aprovado pelos parlamentares, os benefícios serão pagos a todos jogadores, titulares e reservas das seleções, e aos herdeiros legais dos atletas que morreram. Segundo a assessoria do Ministério dos Esportes, há uma relação com os nomes de 51 ex-jogadores: 32 ainda vivos e 17 que já morreram.

Os recursos para o pagamento do prêmio de R$ 100 mil deverão ser disponibilizados pelo Ministério do Esporte e o auxílio especial serão pagos pelo Ministério da Previdência Social.

Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário

Um comentário para “DO publica mensagem de projeto que prevê auxílio a ex-jogadores campeões do mundo”

  1. ? Carlos disse:

    Quando Maluf deu fusquinhas aos campeões de 1970 fizeram, depois, escândalo. Só que esse projeto é muito mais escandaloso. É completamente injustificável. Esses caras ganhavam pouco em comparação aos salários estratosféricos dos jogadores de hoje, mas eram salários equivalentes ou até maiores aos de profissões top , como os de engenheiros, médicos , juízes, etc. E servir a seleção brasileiro só potencializou as carreiras e os salários deles, além de ter possibilitado que ganhassem dinheiro em inúmeras campanhas publicitárias. Eles não executaram nenhum serviço insalubre para merecer indenização. E, em termos de serviços prestados a nação, o que eles fizeram não é superior ao que fizeram muitos profissionais nas mais diversas áreas que nunca foram tratados como heróis e nunca receberam sequer um muito obrigado de presidente nenhum. Este projeto de Lula , além de demagógico, é uma farra imoral com o dinheiro público.