Divisão dos royalties do pré-sal será discutida em lei geral no próximo ano, diz Padilha

Priscilla Mazenotti
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Dois projetos relativos ao pré-sal são considerados prioridade para o governo nesta semana: o que trata do sistema de partilha – que depende de aprovação na Câmara dos Deputados – e o que cria o Fundo Social – em votação no Senado.

A emenda do senador Pedro Simon (PMDB-RS) que distribui os royalties do petróleo para estados e municípios produtores e não produtores, com base no Fundo de Participação dos Municípios, será retirada da proposta na Câmara e analisado ano que vem, durante a discussão de uma lei geral dos royalties.

“Os royalties nunca estiveram no projeto original pré-sal”, disse o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), depois de reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Vamos discutir ano que vem, não só os royalties do pré-sal, mas de minérios de modo geral”, completou.

Outra proposta que deverá entrar na agenda de votações desta semana na Câmara é a que trata das alterações na Lei Pelé, aprovada semana passada pelo Senado.
 

Edição: Lana Cristina

Deixe um comentário