Brasil  

Dirceu perde no TRF-4 e pode voltar para a prisão

.
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve, na terça-feira (21), a condenação do ex-ministro José Dirceu a 30 anos e nove meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença está relacionada ao processo da Operação Lava Jato em que ele é acusado de receber propina do esquema de corrupção na Petrobrás por meio de contratos da Engevix.

Dirceu foi condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro a pena de 20 anos e 10 meses. Contudo, quando a defesa recorreu da sentença, em setembro, o TRF-4 aumentou a pena em 10 anos.

A defesa ainda pode apresentar novos embargos na esfera do tribunal. Após o esgotamento de todos os recursos na segunda instância, ele pode ser preso. O ex-ministro aguarda o julgamento do recurso na segunda instância em liberdade, após ficar preso um ano e nove meses.

Deixe um comentário