Dilma: funcionário foi corrupto, não Petrobras

images_cms-image-000419280A presidente Dilma Rousseff disse que os casos de corrupção investigados pela Operação Lava Jato não podem ser creditados às empresas, mas sim a funcionários que praticaram as irregularidades. “Nós iremos tratar as empresas tentando, principalmente, considerar que é necessário gerar emprego e renda no Brasil. Isso não significa de maneira nenhuma ser conivente ou apoiar ou impedir qualquer investigação ou qualquer punição.

Deixe um comentário