Brasil  

Dilma: funcionário foi corrupto, não Petrobras

.

: .
A presidente Dilma Rousseff disse, nesta sexta (20), que os casos de corrupção investigados pela Operação Lava Jato não podem ser creditados às empresas, mas sim a funcionários que praticaram as irregularidades; “Nós iremos tratar as empresas tentando, principalmente, considerar que é necessário gerar emprego e renda no Brasil. Isso não significa de maneira nenhuma ser conivente ou apoiar ou impedir qualquer investigação ou qualquer punição a quem quer que seja, doa a quem doer. Eu não vou tratar o caso Petrobras como a Petrobras tendo praticado malfeitos. Quem praticou malfeitos foram os funcionários da Petrobras, que vão ter que pagar por isso” afirmou; Dilma também cutucou o ex-presidente FHC; “Se em 1996 e 1997 tivessem investigado e tivessem naquele momento punido, nós não teríamos o caso desse funcionário que ficou quase 20 anos praticando atos de corrupção”, disse; ex-funcionário da Petrobras, Pedro Barusco afirmou, em delação, que começou a receber propina em 1997

A presidente Dilma Rousseff procurou nesta sexta-feira (20) isentar as empresas dos “malfeitos” investigados pela operação Lava Jato, da Polícia Federal, dizendo que foram cometidos por funcionários e que o governo trata dessa questão considerando a necessidade de geração de empregos e renda.

Deixe um comentário