Brasil  

Dilma diz que governo não fará propaganda de opção sexual

A presidente suspendeu a produção e entrega das cartilhas e vídeos do kit contra a homofobia .
 
Em uma cerimônia de assinatura de termos de compromisso para a construção de 138 creches, a presidente Dilma Rousseff declarou que suspendeu a produção e entrega das cartilhas e vídeos do kit contra a homofobia porque, segundo ela, o governo não pode interferir na vida privada dos brasileiros. “O governo defende a educação e também a luta contra práticas homofóbicas. No entanto, não vai ser permitido a nenhum órgão do governo fazer propaganda de opções sexuais”, afirmou.

A presidente afirmou que a função do governo é apenas educar para que se evite agressões e desrespeitos à diferença. “Nós não podemos interferir na vida privada das pessoas . Agora, o governo pode sim fazer uma educação de que é necessário respeitar a diferença, que você não pode exercer práticas violentas contra aqueles que são diferentes de você”, disse.

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou, minutos depois do evento, que os vídeos do kit anti-homofobia poderão ser integralmente refeitos. Segundo ele, a presidente entendeu que o material não foi feito de maneira apropriada para promover aquilo que pretende, o combate à violência, e por isso eles poderão ser reelaborados.

Fonte: opiniaoenoticia.com.br

Deixe um comentário