Mundo  

Detroit se torna a maior cidade dos EUA a pedir falência

Detroit, a cidade ícone da indústria americana, onde nasceram a General Motors e a Ford, tornou-se nesta quinta-feira, 18, a maior cidade na história dos EUA a pedir falência.

A informação foi divulgada pelo administrador de emergência da cidade, Kevyn Orr, um especialista em falência. Ele foi contratado em março para livrar Detroit de uma “queda livre” fiscal.

Uma série de fatores foram atribuídos à bancarrota de Detroit, incluindo queda populacional e nos impostos. Detroit perdeu 250 mil habitantes entre 2000 e 2010. A população, que na década de 1950 chegou a 1,8 milhão, atualmente mal permanece acima de 700 mil.

Grande parte da classe média e dezenas de empresas também deixaram Detroit, no estado norte-americano de Michigan, levando junto seus impostos.

Nos últimos meses a cidade vem dependendo de dinheiro enviado pelo estado para conseguir honrar a folha de pagamento de seus cerca de 10 mil funcionários.

Se o pedido de falência for aprovado, os ativos de Detroit, podem ser liquidados para atender as demandas de pagamento.

No início do mês, o governador Rick Snyder, que apoia o pedido de falência, informou que a cidade estava em uma emergência financeira e sem um plano para melhorar as coisas.

 

Deixe um comentário