Mundo  

Deslocamento de iceberg gigante pode causar grandes alterações climáticas

Um icebergue do tamanho da cidade de Luxemburgo desprendeu-se na Antártida, após colidir com outro bloco de gelo gigante, chamado B2B. Esta ocorrência poderá causar grandes alterações climáticas.

Fenómenos desta ordem só ocorrem a cada 50 ou 100 anos e os cientistas crêem que, dada a força desta raridade, a circulação dos oceanos poderá ser afectada, produzindo alterações meteorológicas.

O icebergue do tamanho do Luxemburgo mede 2500 quilómetros quadrados, pesa 860 milhões de toneladas e contém água suficiente para manter um terço da população mundial durante um ano. Já o B9B, pesa 700 bilhões de toneladas.

Neste momento, ambos estão flutuando a aproximadamente 150 km da Austrália.

Mario Hoppema, oceanógrafo no Instituto de pesquisa marinha e polar Alfred Wegener, na Alemanha, alerta para perigo deste deslocamento suprimir o oxigénio de algumas áreas do oceano, resultando na morte de espécies que vivem nesse lugar.

De qualquer forma, existe a esperança que os icebergues não consigam alcançar a  Austrália, devido à lentidão do seu movimento.

As causas deste fenómeno, contrariamente ao que possa parecer inicialmente, não são as alterações climáticas, mas sim o movimento natural das camadas de gelo.

Este evento também poderá ter um impacto negativo na biodiversidade da Antártida, incluindo uma grande colónia de pinguins imperadores.

Deixe um comentário