Denúncias envolvendo a Petrobras prometem sacudir a eleição

timt“Se eu falar, não vai ter eleição”, avisou Paulo Roberto Costa, o ex-diretor da Petrobras preso em março na Operação Lava Jato. Agora Costa começou a falar. Faltando menos de um mês para as eleições, é improvável que elas sejam canceladas, mas o depoimento de Costa pode afetar seu resultado.

Deixe um comentário