Delação vira arma tucana pelo impeachment de Dilma

images_cms-image-000407450Depoimento do executivo Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, da Toyo Setal, no âmbito da Lava Jato, joga na criminalização de doação legal de campanha. Contribuição de R$ 4 milhões para o caixa 1 do PT entre 2008 e 2011 era, segundo ele, oriunda de parte de pagamento de propina; executivo é sócio de Julio Camargo, que está leiloando 130 cavalos para devolver R$ 40 milhões aos cofres públicos.

Deixe um comentário