Deficit em conta corrente derruba bolsa do Japão

O Ministério das Finanças divulgou hoje (9) que o Japão registrou em janeiro seu primeiro déficit em conta-corrente em 13 anos, num momento em que a recessão global afeta pesadamente as exportações do país e os rendimentos de seus investimentos feitos no exterior. A balança de conta corrente é a diferença entre as entradas de um país de fontes estrangeiras e os pagamentos que este realiza ao estrangeiro, com a exceção do investimento líquido de capital. Segundo números oficiais, o déficit totalizou 172,8 bilhões de ienes (US$ 1,8 bilhão). Foi o primeiro déficit desse tipo desde janeiro de 1996.
O relatório também apontou queda de 43,6% nas exportações. Os dados deixaram os investidores na Bolsa de Valores de Tokyo preocupados com a situação da economia japonesa. O índice Nikkei caiu 87 pontos, ou 1,2% em relação à sexta-feira, e no fim do pregão estava situado em 7.086 pontos. O nível mais baixo desde outubro de 1982.
No mercado de câmbio o dólar também subiu em relação ao iene. Às 15h, a moeda norte-americana estava sendo negociada a 98,32 ienes para a compra e 98,37 ienes para a venda.

Deixe um comentário