Cunha: Espero que não seja investigação “política”

images_cms-image-000421287Citado na lista do procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), negou que esteja apreensivo porque “já foi vítima de ‘alopragem‘ e está pronto para esclarecer”. O peemedebista negou, no entanto, que tenha sido avisado da investigação: “Nenhuma apreensão, estou absolutamente tranquilo. Já fui vítima de uma “alopragem” há dois ou três meses e se essa “alopragem“ não foi suficientemente esclarecida que o seja.

Deixe um comentário