Cubanos denunciam “condições de trabalho análogas à escravidão”

timthumb.phpAssociação Médica Brasileira informou que mais dois profissionais cubanos desistiram do Programa “Mais Médicos”, do governo federal. Um total de nove cubanos já abandonaram o programa. Ambos estavam em uma cidade no Pará e denunciaram nesta segunda à entidade “condições de trabalho análogas à escravidão”.

Deixe um comentário